top of page
Buscar
  • Foto do escritorEugênio Rego

Madonna precisa aprender a parar...

Nunca esqueci uma crítica sobre uma das turnês da Rainha do Pop que dizia que ela se tornaria uma artista cada vez mais virtual com o passar dos anos. A frase se referia ao fato de a artista aumentar o uso de telões de LED e outros recursos tecnológicos pra simular sua presença no palco. Há 20 anos, Madonna, aos 45, continuava a desafiar o tempo e as regras com seu corpo pequeno, magro, porém definido e comandado por uma mente inquieta, incansável e livre.


Duas décadas depois me deparo com a mais nova polêmica sobre a Ambição Loira: sua aparição no Grammy foi ofuscada pelo rosto muito inchado e estranho, fruto de procedimentos estéticos frequentes e invasivos. Como não leva desaforo pra casa, Madonna reagiu chamando seus críticos de misóginos e etaristas. Eu culparia também a Cultura Pop...


Esse é o demônio que vive no interesse dos fãs que gera fama e glória se alimenta basicamente de duas coisas: talento e juventude - não necessariamente nessa ordem. O Google está cheio de histórias de artistas que foram alçados ao estrelato, tiveram a vida sugada até à última gota de sucesso e depois jogados no esquecimento; não raro morreram ao final do processo.


Madonna completa esse ano quatro décadas de sucesso incontestável. Ícone absoluto, nunca vai haver outra como ela na música pop - até porque os tempos mudaram muito e os ídolos de hoje são construídos de outra maneira - industrial, me arrisco a dizer. Fazer sucesso tornou-se fácil, já mantê-lo...Escrevo esse texto me perguntando por que nos últimos anos a aparência de Madonna desperta mais interesse do público que sua música e shows. Apesar disso, ela é capa de edição histórica da Vanity Fair que traz um retrato intimista da artista nas edições americana, francesa e italiana.



É fato que a artista nunca teve uma voz potente, mas ninguém deixou de dançar seus hits e coreografias. Os fãs nunca se importaram se Madonna não atinge notas altas enquanto canta, mas se entrega o espetáculo que eles querem e esperam com ansiedade. Sempre rodeada de bailarinos, luzes e figurinos icônicos, Louise Ciccone andou até aqui pra que muitas depois dela pudessem correr. E até tentou passar a faixa para gente com menos idade, mas Britney não estava preparada pra isso nem para ser devorada viva pela roda da pop culture...


Tudo correu bem para Maddie até 2019 quando a turnê Madame X - seu mais recente álbum - teve que ser cancelada devido à lesões no joelho. O próprio formato do show, realizado em teatros para públicos muito menores que o de costume, assinalava uma mudança drástica na carreira da Rainha do Pop. O teatro burlesco-pop que sempre encantou o público teve de ser repensado para a protagonista que continuava com o mesmo gás de sempre, mas cujo corpo, talvez, não acompanhasse no mesmo ritmo.


O afastamento dos palcos prolongado pela pandemia contribuiu para que nos últimos três anos Madonna assumisse de vez a "virtualidade" compartilhando com frequência sua vida pessoal quase sem censura e as várias cirurgias e intervenções estéticas feitas na tentativa de tapear um pouco mais o tempo. Madonna tornou-se fã de filtros de imagem e, em algumas imagens, aparentava ser mais jovem que sua filha mais velha. Como ninguém é famoso impunimente, os novos visuais da Rainha do Pop tornaram-se a principal razão pela qual, vez por outra, ela se torna o assunto do momento.


Madonna e sua busca pela juventude é histórica. Entre os experimentos para parar o tempo, a artista chegou a beber chá feito com palha do ninho de uma ave rara asiática. Imagine aí o preço do grama desse troço. Vamos combinar que com a fortuna que tem, ela tem o direito de beber o que quiser e fazer tudo para que puder para parecer mais jovem. Não há problema algum cuidar do corpo e da pele, mas há algo muito errado quando parecer eternamente jovem torna-se um obsessão e algo mais importante do que estar bem. Corpo são, mente sã...


No final das contas, Madonna é tão vítima da Cultura Pop quanto aqueles artistas que morreram de overdose ou de quem nunca mais se ouviu falar porque não foram capazes de manter engarrafado o demônio do interesse do público. Desde sempre, a cantora tem buscado incessantemente permanecer relevante, especialmente agora num mundo conectado onde fama e ocaso são medidos pelo humor da boiada de seguidores. Também não vejo problema nenhum nisso, a não ser tornar-se uma caricatura de si mesmo e diminuir o legado de sua persona artística.


Ainda na nota de repúdio às críticas sobre sua aparência no Grammy, Madonna disse que o mundo não celebra mulheres acima de 45 anos. O que falar de Cher? Jennifer Lopez? Tina Turner cantou até os 70 anos... Shakira, aos 45, no topo dos hits cantando sofrência de vingança. Isso em falar na ruma de atrizes que só melhoram com o tempo. Alguém tem que adicionar Madonna nesse grupo de whatsapp. Por favor, alguém tem que mandar um áudio pra Rainha do Pop dizendo um honesto "bicha, pare!". Só envelhece quem tá vivo. Envelhecer é inevitável, mas envelhecer mal é uma opção.








139 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


leilianeritmica
Feb 09, 2023

Envelhecer com qualidade de ser uma questão de saúde pública. Você pode escrever sobre esse tema? Um grande abraço.

Leiliane.

Like
bottom of page